SQ 13, QD 04, CS 57 - Salas 01/02/03 - Centro - Cidade Ocidental - GO  
Medical-Link Template
  • (61) 3625-1896

ORTODONTIA PARA CRIANÇA

É importante que os pais levem as crianças ao ortodontista para fazer uma avaliação ortodôntica por volta dos sete anos de idade.

Alterações na oclusão (mordida) geralmente são notadas entre os 6 e os 12 anos de idade, período em que os dentes permanentes começam a erupcionar e a criança possui uma dentição mista (dentes de leite e dentes permanentes).

O tratamento ortodôntico quando iniciado durante a fase de crescimento, geralmente entre as idades de oito e 14 anos, assegura excelentes resultados e estabelece o equilíbrio oclusal, funcional e estético da criança.

No entanto, se os pais notam alguma alteração na mordida ou se a criança apresentar “dentes tortos”,  apinhados ou qualquer outra alteração nos maxilares é aconselhável consultar o ortodontista, independente da idade.

Para os pacientes com clara indicação de ortodontia prematura, o tratamento precoce pode prevenir o desenvolvimento de problemas mais graves; reduzir o tempo do tratamento, além de oferecer ao ortodontista a possibilidade de:

·          1- Guiar o crescimento dos maxilares;

·          2-  Reduzir o risco de trauma em dentes protuídos (“crianças dentuças”);

·          3- Intervir em hábitos orais nocivos tais como: interposição de língua, respiração bucal, chupar dedo, etc.

    4- Guiar os dentes permanentes para uma posição mais favorável, melhorando a aparência da criança e aumentando a sua auto-estima.